sábado, 31 de dezembro de 2011

No País de Blominsk

Blowminsk é um país onde se proíbe o relacionamento afetivo e sexual entre pessoas do sexo oposto. O homem não pode sentir desejo, atração ou tesão nem amar romanticamente uma mulher. E a mulher também não pode sentir desejos afetivosexuais por um homem. Os bebês são gerados em provetas e inseminados artificialmente, dando opções maiores aos pais sobre as características que poderão desenvolver.
Existem pessoas que tentam quebrar as regras de Blowminsk, relacionando-se com pessoas do sexo oposto ao seu, mas são excluídas da sociedade e vivem em guetos.
Ivan e Marina moravam em Blowminsk e freqüentavam a mesma escola. Um dia perceberam que algo estranho estava acontecendo entre eles. Tentaram disfarçar, mas foi inevitável que acabassem conversando sobre o desejo que estavam sentindo um pelo outro. Sentiram-se muito angustiados, porque perceberam que eram diferentes das outras pessoas, seus pais não aprovariam e talvez fossem até expulsos da escola. Marina e Ivan tentaram não deixar que a atração se transformasse em atitude. Mas uma tarde, voltando para casa, não resistiram e, depois de se esconderem atrás de algumas árvores em um parque, beijaram-se apaixonadamente. Eles estavam próximos ao colégio onde estudavam. Os amigos de Ivan, que estavam jogando ali perto, viram a cena e ficaram horrorizados. Xingaram Ivan de "hetero" sujo e deram-lhe alguns pontapés. A direção da escola ficou sabendo e imediatamente os expulsou da instituição, para que não contaminassem os outros alunos. Os dois pais de Ivan mandaram-no embora de casa, indignados. Marina teve mais sorte.
Foi encaminhada para um psicoterapeuta, que explicou à família que os sentimentos de Marina por Ivan não eram doença, nem opção. Esclareceu que ela era normal, igual às outras mulheres, e que a diferença estava em quem ela desejava para amar. (...) Mesmo assim, as duas mães de Marina pediram que ela não se relacionasse mais com alguém do sexo oposto ao seu. Marina, mesmo sabendo que era normal e igual às outras pessoas, sentiu-se indignada por haver sido rejeitada só porque amava diferente, enquanto os amigos que a haviam agredido não tinham sofrido qualquer repressão.
Ivan tentou se relacionar com outros meninos, cumprindo o que era esperado pela sua família e pelas normas e valores de Blowminsk. Resolveu não viver mais o seu desejo até que pudesse ser independente.
Marina continuou a procurar alguém que sentisse o mesmo que ela e amigos que respeitassem o seu desejo.

Questões para reflexão:
1. O que Marina e Ivan poderiam fazer para viver melhor no país onde moram?
2. O que Marina e Ivan poderiam fazer para viver melhor com seus pais e amigos?
3. O que você poderia fazer para que Ivan e Marina vivessem melhor?



FONTE: “No país de Blowminsk”. In: PICAZIO, Cláudio. Sexo Secreto: temas polêmicos da sexualidade. São Paulo: Summus, 1998, pp. 36-37.

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Dúvida Corpo Masculino

"Por que gozo muito e espirra muito longe?"

A ejaculação é o fenômeno de liberação do sêmen. O volume médio do ejaculado pelo homem varia entre 2 ml a 6 ml (mais ou menos uma colher de sopa). A quantidade de esperma que é eliminada na ejaculação pode variar com a freqüência de masturbações. Por exemplo, se um rapaz se masturbar duas vezes seguidas, poderá ter menos esperma na segunda ejaculação. Caso espera algum tempo, os líquidos e os espermatozóides são repostos naturalmente pelo organismo e o volume do esperma volta a aumentar.
Quando o homem ejacula, ocorrem contrações que liberam o sêmen. Tais contrações podem fazer com que a líquido percorra uma determinada distância que, para você, pode ser considerada grande. Lembrando que a distância alcançada com a ejaculação NÃO possui relação com a potência do homem ou sua masculinidade.

Esperamos ter ajudado, Gecopros.